Vigas do Cabeço de Amarração do Porto de Mare - Ilhas Falkland

A ESC Steel Structures fabricou e forneceu 13 mono estacas de aço para a Edgen Murray Europe. O projeto fazia parte das melhorias da base do porto de Mare nas Ilhas Malvinas. Cada pilha de golfinhos de aço incluía suportes e reforços de montagem de para-lamas, placas de suporte de amarração e placas de deck na parte superior.

O foco dos trabalhos de atualização foi melhorar as instalações existentes para permitir o atracação de navios de reabastecimento Roll-On e Roll-Off. Anualmente, a instalação veria aproximadamente 10 berços que reabastecem a base com fornecedores de alimentos, hardware, infraestrutura e frete comercial.

A ESC Steel Structures, em conjunto com seu agente regional Edgen Murray Europe, forneceu as monopilhas usadas como golfinhos de amarração e lactação. Cada pilha tinha quase 2,5 metros de diâmetro e comprimentos entre 19,5m e 34,8m por peça. O projeto da pilha de golfinhos incorporou um flange de montagem para um sistema de defensa cônica que pesava mais de 15 toneladas, capazes de absorver mais de 300 toneladas metros com mais de 250 toneladas de força de reação. Cada golfinho consistia na pilha de aço e uma seção superior aparafusada ao topo da pilha de aço através de flanges internas para a montagem do poste de amarração e da passarela.

O ambiente de serviço classificado na norma BS EN ISO 12944-2 era a Categoria C5-M - Ambientes Offshore, que é uma categoria de corrosividade atmosférica marinha muito alta em regiões com alta salinidade. O sistema de proteção contra corrosão selecionado para as monopilhas de aço para golfinhos utilizou um revestimento aprovado por espessura de filme seco de 380 mícrons.

Antes da produção, a ESC concluiu um abrangente Plano de Inspeção e Teste (ITP) com uma análise de todos os processos, incluindo: revisão da qualificação do soldador, inspeção de matérias-primas, inspeção dimensional dos componentes, inspeção de solda e inspeção de revestimento. Revisão estratégica, testemunha e certificação de pontos de espera foram incorporados para cada uma das etapas. Um inspetor de terceiros foi selecionado para o projeto e também pela ESC e aceito pelo cliente. Após várias iterações trabalhando com o cliente e o consultor do projeto, o ITP foi acordado e aprovado bem antes do início da produção.

A produção foi concluída com sucesso e foi carregada para ser enviada para as Ilhas Malvinas em maio de 2017.

Fabrication of Piles
Piles ready for export

Fotos de Fabricação

ESC mono piles
ESC mono piles
ESC mono piles
ESC piles
ESC mono piles
ESC mono piles

Fotos do Carregamento das Monovigas

Loading of Pipes
Exporting the Piles
Exporting the Piles
Exporting the Piles
Exporting the Piles
Exporting the Piles
Exporting the Piles